sexta-feira, junho 24, 2022

E se Cristiano Ronaldo e Pogba ditarem moda com casos Coca-Cola e Heineken

O jogador de Portugal Cristiano Ronaldo tirou duas garrafas de Coca-Cola da sua frente e substitui por água, durante uma coletiva de imprensa para falar do resultado do jogo na Eurocopa. Com a brincadeira, a Coca perdeu 4 bilhões de valor de mercado em um dia. O que nem é tanto perto do seu valor de mercado de 237 bilhões de dólares, mas causou barulho. Horas depois foi a vez do jogador da França Paul Pogba tirar uma Heineken da sua frente. Os investidores da Heineken não deram muito bola e as ações sobem desde ontem. Mas o que acontecerá se Cristiano Ronaldo e Pogba ditarem moda? Até pouco tempo o São Paulo, por exemplo, colocava um quilo de arroz Urbano na frente dos jogadores durante as coletivas. Teria dado um pouco mais de trabalho para o Juanfran, quando deu a coletiva que está na foto, em janeiro de 2021. Agora o jogador nem está mais no São Paulo.

Para tentar amenizar os acontecimentos, a Heineken disse em nota que respeita totalmente a decisão de todos no que diz respeito à bebida de sua preferência e informou que a garrafinha esteve presente em todas as coletivas durante toda a Euro 2020 até agora e em princípio isso vai continuar. O porta-voz da Euro 2020 também adotou discurso parecido e no caso do Cristiano Ronaldo também disse que todos têm sua bebida de preferência.

- Advertisement -
Ultimas Notícias

Aldo Rebelo afirma que censura em redes sociais é ‘talvez mais perigoso’ que fake news

O ex-ministro da Defesa, Aldo Rebelo (PDT), considera que um possível impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal não...