sexta-feira, junho 24, 2022

Lula ganharia no primeiro turno, diz Ipec. Como afeta a bolsa?

VEJA Mercado abertura, 25 de junho.

A mais nova pesquisa de intenções de votos para as eleições de 2022 mostra que Lula tem o dobro das intenções de voto de Bolsonaro e, mais do que isso, ganharia no primeiro turno. Segundo pesquisa Ipec, Lula tem 49% das intenções de voto e Bolsonaro 23%. O percentual de pessoas que não votariam em Lula de jeito nenhum caiu de 44% para 36%. Bolsonaro está no seu pior patamar com 62% dizendo que não votariam nele de jeito nenhum. A terceira via tem um potencial de 20%, que são os eleitores que não votariam nem em Bolsonaro, nem em Lula. Mas nenhum candidato que se apropriou ate agora desse capital político. O que isso vai significar para a bolsa?

Talvez os dados de investimento estrangeiro direto e de inflação que serão divulgados hoje sejam mais significativos que as pesquisas eleitorais, já que a disputa ainda está distante. Neste momento, os investidores parecem não reagir a notícias políticas a não ser que envolvam alguma questão fiscal, que afete teto de gastos. A bolsa reagiu a Lula quando o Supremo pela primeira vez sinalizou que iria derrubar suas condenações. Depois disso, não reagiu mais. Mas o petista já declarou que vai acabar com teto de gastos.

A CPI da Covid que a cada dia está mais no encalço de Bolsonaro também não tem gerado reações. Nesta sexta-feira, espera-se que a fervura aumente com os depoimentos do deputado Luís Miranda e seu irmão que dizem que avisaram Bolsonaro de pressões estranhas para o fechamento de contrato de compra da vacina Covaxin.

Nos fatos relevantes, a notícia é que o Banco Inter fechou a sua captação com emissão de  novas ações por cerca 5,5 bilhões de reais. A Localiza anunciou um programa de recompra de ações e debêntures, mostrando que está com dinheiro em caixa. O grupo Carrefour anunciou que concluiu a transformação das lojas Makro em Atacadão ,em um processo de apenas 6 meses e R$ 1,9 bilhão de desembolso para completar a aquisição. E das Minas Gerais, a notícia quente é que a Assembleia Legislativa já escolheu o grupo que vai comandar a CPI da Cemig.

- Advertisement -
Ultimas Notícias

Aldo Rebelo afirma que censura em redes sociais é ‘talvez mais perigoso’ que fake news

O ex-ministro da Defesa, Aldo Rebelo (PDT), considera que um possível impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal não...