sábado, junho 25, 2022

Para brigar com Whirlpool e Electrolux, dona da marca Dako muda foco

Fabricante septuagenária de produtos da linha branca, a Atlas Eletrodomésticos aportou 30 milhões de reais para ampliar a capacidade de produção de sua unidade fabril, localizada em Pato Branco (PR). A ideia, com isso, é que a empresa tenha capacidade para fabricar até 3 milhões de produtos até o fim deste ano – hoje a ociosidade da fábrica encontra-se na faixa de 20%. Para superar o momento de maior dificuldade financeira das famílias, com taxa de desemprego e de inflação altas, e fazer frente às rivais Whirlpool (dona da marca Brastemp) e Electrolux, a empresa paranaense decidiu voltar a maior parte de sua produção para as linhas mais populares de fogões e fornos de entrada.

“O Brasil está passando por um momento de adequação, com desemprego alto e sem poder de compra. O que nós temos feito é absorver o máximo possível, buscando alternativas. Mas estamos confiantes com a retomada. O Brasil já passou por inúmeras crises. Isso é cíclico”, diz Marcio Veiga, CEO da Atlas. “Nós temos feito grandes investimentos para capacitação da fábrica, em automação dos processos, para nos adaptar à indústria 4.0. E temos um plano de expansão do e-commerce, onde existem grandes desafios logísticos, mas é um caminho sem volta, uma mudança que a pandemia nos trouxe”.

- Advertisement -
Ultimas Notícias

Aldo Rebelo afirma que censura em redes sociais é ‘talvez mais perigoso’ que fake news

O ex-ministro da Defesa, Aldo Rebelo (PDT), considera que um possível impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal não...